Como é feita a avaliação do MEC nas universidades?

Como é feita a avaliação do MEC nas universidades?

Com o foco em orientar os estudantes na busca por boas instituições de ensino superior, o Ministério da Educação (MEC) avalia, periodicamente, centros universitários, faculdades e universidades – públicas e privadas – de todo o país, visando comprovar a qualidade de ensino de cada uma delas.

Essas avaliações são ferramentas do MEC para manter a qualidade do ensino superior. A partir das informações obtidas, a instituição pode realizar melhorias que vão desde o corpo docente até a infraestrutura.

São três os principais indicadores de qualidade que compõem o sistema de avaliação de cursos superiores no Brasil: o Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade), o Conceito Preliminar de Curso (CPC) e o Índice Geral de Cursos (IGC). Eles são expressos em uma escala de cinco níveis, em que os níveis iguais ou superiores a três indicam qualidade satisfatória.

Saiba mais sobre cada um deles:

Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade)

É uma prova aplicada aos alunos que estão entrando e saindo da instituição de ensino naquele ano determinado. A avaliação é feita trienalmente e conta com duas provas, uma de formação geral, igual para todos os cursos e que equivale a 25% da nota, e a específica de cada curso, correspondendo a 75% da nota.

Conceito Preliminar de Curso (CPC)

Analisa, tanto em cursos presenciais como a distância, fatores como a nota do Enade quantidade de professores mestres e doutores, infraestrutura, percepção dos estudantes sobre o curso e recursos didáticos-pedagógicos ofertados.

Índice Geral de Cursos (IGC)

Esse índice avalia as instituições ao englobar a qualidade de todos os cursos de graduação e pós-graduação stricto sensu (mestrado e doutorado). Para os cursos de graduação, é utilizado o CPC dos cursos, já para os de pós-graduação, é utilizada a nota da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes).

Por que é importante levar em consideração essas notas?

Essas notas vão te ajudar a conhecer melhor a instituição onde você quer cursar a sua graduação ou pós-graduação. Já pensou chegar na metade do curso e a universidade falir? Além da frustração de não poder terminar seu curso e receber o diploma, você perderá todo o investimento.

As avaliações do MEC atestam a qualidade de ensino das instituições de ensino superior em todo o Brasil. Grande parte da qualidade do aprendizado do aluno dependerá do seu esforço e estudo árduo, entretanto, é muito importante que ele possa contar com uma instituição séria, que ofereça uma educação de qualidade, com professores qualificados e com uma infraestrutura que promova e estimule o aprendizado.

Segundo o professor Douglas Oliani, diretor da Faculdade e Pós-graduação Itecne, o IGC é um importante indicador de qualidade institucional. “Ele (o índice) expressa o compromisso da instituição em oferecer uma educação de qualidade e comprometida com resultados positivos. Ter um bom resultado neste indicador é fator importante tanto para a instituição, pois é uma forma de divulgar para toda a comunidade seu compromisso e seriedade no trabalho, quanto para os estudantes, que podem ter a segurança de saber que estão investindo em uma formação que terá o reconhecimento do mercado”, diz.

Quer saber mais sobre os nossos cursos? Entre em contato conosco pelo WhatsApp (41) 98700-5958 ou pelo e-mail inscricoes@itecne.com.br.